Treinamentos de Gestão no Varejo

com os melhores profissionais do mercado

(11) 3814.1362   -   São Paulo / SP

cienciadovarejo@cienciadovarejo.com.br

Copyright © 2015 CIÊNCIA DO VAREJO  |  Diretos reservados

Please reload

Últimos posts

Delhaize Fresh Atelier: o ultra novo conceito em rápida expansão

 

Ultra urbano, ultra local, ultra contemporâneo e ultra fresco, o novo formato apresentado pela Delhaize visa mover-se rapidamente para atuar fortemente em dois eixos:


O primeiro é desenvolver este mercado de refeição-solução para os consumidores ativos urbanos (ativos: os que trabalham), abrindo duzentos pontos de venda em três anos, em 20 centros urbanos. Isto após testar e aprovar o conceito em apenas duas lojas, inauguradas há pouco tempo, em dezembro passado.


A outra aposta é tornar essas pequenas lojas de um novo tipo um ponto de retirada para pedidos on-line em todo o sortimento Delhaize, a aplicação do Omnichannel, permitindo o cliente retirar o produto de sua preferência, mesmo que não faça parte desta loja, no ponto de vendas da marca que mais lhe convém.


Esta velocidade pode ser tomada com segurança porque está calçada em novos fatos e comportamentos de consumo comprovados: evolução demográfica, com o envelhecimento da população, a ascensão de Millenials e diversidade, e uma urbanização mais acentuada; a necessidade de praticidade imposta pelo estilo de vida acelerado, que intensifica ou amplia a necessidade de proximidade e facilidade de acesso. O perfil dos consumidores, consciente, exigente, ativo nas redes sociais. Expectativas para uma dieta saudável: o mercado de soluções alimentares está explodindo, mas os clientes querem que eles fiquem frescos e saudáveis. E tudo isso é combinado com um fator tecnológico: o aumento gradual do comércio eletrônico de alimentos, a praticidade do Omnichannel, a característica de querer receber os produtos comprados on-line, toda a variedade de um supermercado, mas sem pagar frete (por isso a tendência de entrega na loja mais próxima – pediu hoje, pode buscar amanhã).
Além do mais, um público alvo bem definido (pessoas urbanas e ativas, trabalhando) permitiu perceber que este tipo de público não quer andar mais de 300m (três quarteirões) para encontrar sua loja, ou sua solução, o que permite uma expansão de lojas distantes umas das outras por no máximo 600m.


O Atelier do nome está presente em uma forma de balcão onde a equipe oferece uma variedade de pratos e produtos ultra frescos, sopas frescas, smoothies (frutas batidas ou sucos com muita polpa de frutas) preparados no local com sofisticados equipamentos tecnológicos que intensificam o sabor da fruta. Sem mencionar o Foodmaker Salad Bar, um parceiro como Sushi Gourmet (que prepara os sushis) e café.
Além das mais de 150 soluções de alimentação a loja conta com uma linha de mais 1.500 itens. E, tudo isso em uma área de vendas em torno de 100 m2, com uma novidade: 100% de self-checkouts, com o objetivo de agilizar a saída. A loja é abastecida uma vez por dia (inclusive com as solicitações online de retirada, que dá uma escolha entre 15.000 itens).


Os fatos e comportamentos de consumo que serviram de base para desenvolver o modelo podem ser percebidos como válidos aqui também. Para quem tem mais de um formato de loja, percebemos também que já há por aqui a tendência de expansão de lojas urbanas menores com o mesmo propósito (desenvolver o e-commerce, clique e retire, Omnichannel). Vimos também em outros post deste blog como supermercados de proximidade estão também se apropriando de suprir as refeições com grande velocidade mundo afora, aqui ainda com poucas iniciativas consistentes com um conceito já bem definido.


As mudanças no setor estão rápidas, as mudanças nas empresas também o devem ser.

 

 

Alain Winandy – direitos reservados
Ciência do Varejo: treinamentos de gestão e consultoria

 

 

 

Fontes: gondola.be (base), vtm News, Knak, videos youtube


 

Please reload