Tecnologia vem acelerada, mas, o velho código de barras continua firme e forte para supermercados.


Várias tecnologias bem mais avançadas do que o código de barras, que foi implantado pelos supermercados brasileiros em meados da década de 90, surgem a todo instante e suas aplicações aumentam.


O código de barras, apesar de ter basicamente três informações (fornecedor, produto, preço) representou uma revolução no varejo supermercadista, em produtividade e apuração de resultados.


Para quem não conheceu esta fase (anterior ao código de barras), na época (década de 90) eu era o Gerente Geral do Superbox Recife, uma loja de supermercados, com 4.500 m2, venda de 5 a 7 milhões de dólares, 64 checkouts (venda só para o consumidor final – 120.000 tickets por mês), foco em preços, mais de 30.000 itens em linha.


O estoque girava em 14 dias, o que significa que, se tivesse 30/40 unidades de cada item, isso representava vender em torno de 1 milhão de unidades a cada 14 dias, marcar e remarcar manualmente preços (a inflação era de até 20% ao mês) e milhares de unidades de produtos dentre ofertas e pesquisas de preços constantes. Difícil imaginar hoje, não?


Perto de completar 30 anos de implantação desta tecnologia, eis que a Amazon, após testar várias novas tecnologias para possibilitar uma loja sem o atrito de checkouts, apresenta a mais simples, barata e viável de implantar em supermercados: a utilização de carrinho de compras inteligente, que reconhece o código de barras quando o produto é inserido ou retirado dele, possibilitando assim uma passagem pelo checkout direta, sem fila de caixas, sem operadores, sem maiores contatos em sua saída.


Há muito é sabido, mas, mal trabalhado (quem já não pegou fila com vários caixas fechados), que o shopper tem mais pressa de sair de um supermercado do que quando está comprando. Além disso, hoje, atributos de facilidade, praticidade e rapidez estão muito mais importantes.


É, parece que para os supermercados, o velho código de barras ainda terá vida longa. Assista o vídeo da Amazon a seguir:

Ciência do varejo, treinamentos de gestão & consultoria, www.cienciadovarejo.com.br - ALAIN WINANDY



Últimos posts

Receba nossas novidades em primeira mão

Copyright © 2015 CIÊNCIA DO VAREJO  |  Diretos reservados