Treinamentos de Gestão no Varejo

com os melhores profissionais do mercado

(11) 3814.1362   -   São Paulo / SP

cienciadovarejo@cienciadovarejo.com.br

Copyright © 2015 CIÊNCIA DO VAREJO  |  Diretos reservados

Please reload

Últimos posts

Mais um modelo interessante de supermercado de proximidade consolidado!

 

Seguindo a tendência ditada pelo comportamento do consumidor no mundo, surge, depois de algum tempo de teste e aprovação, mais um modelo bem definido de supermercado de proximidade, o Okay compact.

 

O Okay compact, é então um modelo urbano, de rua (que não necessita de estacionamento), com área de vendas de 350m2, oferta de 3.000 itens, aberto das 8:00 as 20:00 de segunda a sábado (domingos só de manhã), com a proposta de oferecer aos clientes próximos (ou do quarteirão, que vivem, trabalham ou estudam lá, seu publico alvo) uma compra rápida, fáceis e baratas (e este é seu slogan, rápido, fácil e barato, que aponta diretamente para seu posicionamento).

 

Além desta proposta de atender as compras diárias de maneira rápida e eficaz em uma área de vendas reduzida, oferecem uma variedade interessante, inclusive de produtos frescos como frutas e legumes, carnes, aves e peixes, saladas pré-prontas, doces, pães, sanduíches, alguns produtos com embalagens menores adequadas ao seu publico alvo, e, ainda por cima, garantem os preços mais baixos do quarteirão (o que podemos definir como micro guerrilha local).

 

Com a aprovação do modelo pelos consumidores e ajustes depois de 2/3 anos de testes, começa agora sua expansão.

Por aqui também observamos que o cliente, principalmente e inicialmente nos grandes centros, tem optado pela praticidade, e, neste caso, crescem as ofertas de supermercados pequenos de proximidade, como podemos observar nas grandes cidades os investimentos das empresas nestes modelos. Em são Paulo, chegamos a observar até dois ou três modelos em um mesmo quarteirão.

 

Para os consumidores, quanto mais opção e modelos melhor, e esta é mais uma proposta interessante. Para as empresas do setor, a força da sua marca (ou bandeira) depende justamente da oferta destas opções para o consumidor e por isso não pode ficar de fora deste movimento.

 

Lembro que os consumidores tem a tendência de se relacionarem com a marca/bandeira, e, ela estar presente no formato ou canal de vendas que ele deseja, reforça a imagem de serviço e fideliza os clientes em um cenário cada vez mais competitivo, em que ele está mais empoderado.

 

 Alain Winandy - Direitos reservados.          www.cienciadovarejo.com.br

Fonte foto do início deste blog: gondola.be

 

Please reload